Sobre INVENTAR O VAZIO pela autora:

Ao revisitar o meu arquivo fotográfico, durante o período de confinamento, deambulei por terras Moçambicanas, dei por mim a pensar numa frase que ouvia muitas vezes - Nós temos o tempo, eles têm o relógio. Há dois mundos muito distantes: o que depende do relógio e o que vive o tempo, o que discute temas sofisticados como a inteligência artificial, robótica, máquinas que aprendem e substituem os humanos em atividades rotineiras e, o que preenche o dia com tarefas simples como transportar água, carregar lenha, lavar roupa ou pescar no rio, vender na rua, brincar e conviver. Uns, ditos ricos e com qualidade de vida, outros pobres e vulneráveis, uns são importantes, os outros são esquecidos. 

Este trabalho evoca aqueles que fazem parte do mundo sem relógio. Parti de um conjunto de fotografias que sinalizam cenas quotidianas de pequenas vidas em que o tempo desacelera e os dias se fundem, ritmos bem distantes dos padrões frenéticos das sociedades ditas do primeiro mundo. Intervim sobre as imagens, esvaziei a aparência de identidade das personagens, evidencio assim a presença, a vida, a dissemelhança.

Entre a ficção e a realidade, o aparecimento e o desaparecimento, num jogo criativo que contorna a linguagem formal da fotografia, procuro incitar a participação do espetador na reflexão sobre o que vemos, como vemos e como isso pode moldar a nossa compreensão e atuação sobre o mundo. Apagar o relógio traz o tempo de volta?

Sobre a Autora:
Cláudia Freitas (Setúbal, 1967) reside atualmente em Setúbal onde desenvolve a sua prática artística. O seu interesse enquanto artista centra-se na reflexão sobre o que vemos, como vemos e como isso pode moldar a nossa compreensão do mundo. A fotografia é o meio que utiliza como ponto de partida para a criação dos seus projetos pessoais onde procura descobrir e compreender os lugares, as pessoas e a sua relação com a vida contemporânea. Embora a fotografia seja o meio mais utilizado, ultimamente tem vindo a explorar processos mais experimentais que fundem a fotografia com outras técnicas ou práticas artísticas como desenho, colagem, recorte ou a sobreposição de imagens. Estudou fotografia no Instituto Português de Fotografia em Lisboa (2010-2012), concluíu a pós-graduação em curadoria da arte na FCSH da Universidade Nova de Lisboa (2019). O seu trabalho tem sido mostrado e divulgado em exposições, na internet e na publicação de edições de autor.

INVENTAR O VAZIO de Cláudia Freitas

28,00 € Preço normal
25,00 €Preço promocional
  • • FORMATO: 15,5 × 20,5 cm •  CARACTERÍSTICAS Full color, hardcover (fabric), silk screen printing on the cover stitch bound, 120 páginas